A Razer revelou um notebook gamer com três monitores para criar experiência 12K

5 de janeiro de 2017 Comentário(s)
A Razer revelou um notebook gamer com três monitores para criar experiência 12K
Shares 43

Tempo de leitura: 3 minutosA Razer é uma companhia que gosta de ousar e validar os produtos antes de sair vendendo no mercado. E neste sentido ela faz muito bem, como foi com a linha Razer Blade Pro que está mais poderosa do que nunca. Agora, ela quer ir além e anunciar o primeiro notebook gamer do mundo com três telas! Isso mesmo que você acabou de ler, porque sim, parece sensacional!

Conhecido como Project Valerie, o laptop é um protótipo e foi anunciado na maior e mais importante feira de tecnologia do mundo, a CES 2017. Com um design que lembra muito a linha Razer Blade Pro, o Valerie possui uma tela de 17,3 polegadas 4K com tecnologia IGZO (cobertura 100% Adobe RGB) que se expande com mais duas telas laterais para montar um setup de 3 monitores — totalizando 12K de resolução (11.520 x 2.160 pixels).

Ele também vem equipado com o chip NVIDIA G-SYNC para sincronização vertical, que produz imagens com frame rates de máxima fluidez e expande a área de jogo em até 180° graças à tecnologia NVIDIA Surround View. Pode não ser tão prático carregar um desses por aí, mas você há de concordar que o conceito sai pra fora da caixinha. Confira o vídeo de apresentação:

Design inovador

Ter um desktop com três monitores não é uma tarefa fácil. Além de exigir muito dinheiro, você precisa montar uma configuração parruda com placas de vídeo de última geração e organizar os monitores para que a tela fique certinha e todos os cabos não virem um emaranhado de fios.

A Razer quer resolver este tipo de situação, trazendo ainda mobilidade. O Valerie tem chassi em alumínio CNC pesa cerca de 5,5 quilogramas e uma estrutura de alumínio de apenas 3,8 cm de espessura, um pouco mais que o irmão Razer Blade Pro. Ele é preparado para rodar conteúdos de realidade virtual com especificações que excedem inclusive as recomendadas para plataformas como o HTC Vive e o Oculus Rift.

As complexidades de um sistema tradicional multimonitor não existirão no Project Valerie — disse o CEO e cofundador da Razer Min-Liang Tan

Simples de montar, o Project Valerie tem um mecanismo retrátil, desenvolvido pela própria Razer, que permite a cada monitor deslizar para um lado da tela principal e se fixar no local adequado. Além disso, como ele tem suporte para múltiplos monitores, dispensa o uso de um monte de cabos ou de ajustes nas configurações, como em desktops. Além disso, conta com o mesmo sistema de controle de temperatura presente no Razer Blade, uma de suas características mais elogiadas por usuários e especialistas.

Poder de desktop, mobilidade de um laptop

Assim como os mais recentes sistemas lançados pela Razer, o Project Valerie é equipado com uma placa de vídeo GeForce GTX 1080 da NVIDIA. Ele é o segundo notebook da Razer a utilizar os switches mecânicos proprietários e ultrafinos da empresa. Cada tecla com essa tecnologia possui um mecanismo individual com pontos verdadeiros de ativação e reinicialização.

Na prática, isso resulta em um teclado extremamente compacto e que necessita de apenas 65g de força para a ativação dos comandos, dando aos usuários a mesma sensação de digitar em um teclado mecânico de tamanho padrão.

O trackpad do teclado e os monitores expansíveis ainda possuem tecnologia Razer Chroma, que permite customizar sua retroiluminação com uma infinidade de cores e efeitos e sincronizá-la com ações específicas em jogos – por exemplo, acender as luzes vermelhas quando seu personagem é atingido por um inimigo.

Computadores multimonitor são cada vez mais importantes para profissionais de criação e gamers, e pela primeira vez desenvolvemos uma solução que pode ser levada por eles a qualquer lugar. O Project Valerie promete todas as funcionalidades exigidas por um sistema com três telas e nenhum prejuízo que essa estrutura poderia proporcionar — afirma Min-Liang Tan, CEO e fundador da Razer

A Razer ainda não liberou todas as especificações técnicas do aparelho, como processador e a quantidade exata de memória RAM, porém é bem possível que sejam muito semelhantes à linha Razer Blade Pro. Fique ligado no Techroad, publicaremos todas as informações a respeito assim que forem oficializadas!

****

Por se tratar de um protótipo conceitual, a Razer ainda não divulgou uma data de pré-venda ou preço final. Porém, com o Razer Blade Pro custando no mínimo 3500 dólares, espere por algo ainda mais caro que este valor.

Fonte(s): Razer

Comentários

Fundador e ex editor-chefe dos produtos TecMundo e Mega Curioso, trabalho com internet desde 2003. Sou extremamente apaixonado por tecnologia, produtos eletrônicos e video games, acompanhando e participando ativamente deste mercado. Integrante da equipe Techroad, acredito que um conteúdo excelente pode se transformar em conhecimento e enriquecer culturalmente toda a sociedade.