Esse é o sistema de refrigeração líquida mais legal que você já viu

18 de janeiro de 2017 Comentário(s)
Esse é o sistema de refrigeração líquida mais legal que você já viu
Shares 57

Watercooler já deixou de ser algo complicado e restrito no mundo dos PCs, graças, principalmente, aos modelos selados comercializados hoje em dia. Mas esse tipo de cooler eu duvido que você já tenha visto.

No início desse ano a Gigabyte exibiu na CES uma nova tecnologia para a refrigeração de servidores. Trata-se de um case em que todo o hardware fica submerso em um líquido especial que trata de remover o calor dos componentes.

É interessante notar que, diferentemente dos watercoolers tradicionais em que o líquido fica selado para não danificar as peças, nessa versão toda a máquina fica submersa.

Parece água, mas não é

Isso não é exatamente uma novidade já que algumas pessoas utilizam processos similares de refrigeração com óleo ou água destilada. A diferença aqui é o líquido, criado pela 3M e que combina uma série de elementos químicos diferentes para proporcionar uma troca de calor mais eficiente.

O Novec 72DA é produzido pela 3M especialmente para esse tipo de finalidade. Ele pertence ao grupo dos compostos de hidrocarbonetos halogenados e possui baixa toxicidade, não é inflamável e, é claro, não condutivo. O líquido também possui baixa tensão superficial o que permite que ele penetre com facilidade em qualquer espaço.

O que fazer com o calor?

Como todo o hardware fica submerso no líquido, é preciso resfria-lo de alguma maneira. Nesse ponto, o processo de engenharia é importante assim como uma das qualidades principais do líquido.

Uma de suas características é que ele possui um ponto de ebulição de 45 °C. Com isso, ele evapora e sobe até o topo do case que possui um radiador especial. Esse radiador resfria o líquido que retorna ao tanque, recomeçando o processo. Vale lembrar que nesse modelo exibido não existem bombas para impulsionar o líquido, o próprio calor gerado pelo hardware faz com que o ciclo funcione.

Esse vídeo registrado pela equipe do Anandtech mostra como funciona o processo. Veja que sobre o processador existe apenas um dissipador de calor em cobre. A água ferve assim que toca na superfície metálica, evaporando quase que imediatamente.

Essa tecnologia tem como objetivo criar servidores mais eficientes e com menos problemas de refrigeração.  A única parte ruim é a substituição das peças, algo rotineiro em grandes mainframes.

Fonte(s): Anandtech

Comentários

Entrei no mundo dos computadores em 1987. Fui redator e editor do TecMundo e do TecMundo Games e sou completamente apaixonado por games, tecnologia e negócios.