Apple corta salário de Tim Cook em 15% por não bater metas de vendas

6 de janeiro de 2017 Comentário(s)
Apple corta salário de Tim Cook em 15% por não bater metas de vendas
Shares 184

Como a grande maioria dos CEOs, Tim Cook não recebe apenas um salário fixo. Além deste valor fixo, ele tem um grande bônus ligado diretamente à performance esperada pelos acionistas que compõem o conselho da Apple.

E neste sentido a coisa não foi muito legal pro nosso amigo Tim em 2016. De acordo com a com a Comissão de Títulos e Câmbio dos EUA, Tim Cook recebeu 15% menos em bônus se comparado ao ano anterior. Embora seu salário anual tenha passado de 2 para 3 milhões de dólares, o bônus recebido foi de “apenas” 5,4 milhões em 2016 — frente aos 8,7 milhões de 2015.

Tal fato se deve, segundo a Apple, pela falha no cumprimento de metas em relação a vendas e lucros. Principalmente porque as vendas do iPhone têm encolhido significativamente, fazendo a empresa da Maçã ter o seu primeiro declínio em faturamento nos últimos 15 anos. E, para o conselho da Apple, isso é culpa do CEO e dos executivos, que alcançaram 89,5% da meta.

Tadinho do Cook

Tudo bem, você não precisa se preocupar com o bônus do chefão da Apple. Como Tim Cook tem grande parte da sua fortuna ligada às ações restritas da Apple (1,3 milhões de ações, para ser exatos), ele tem valorizado mais a cada ano (só em 2016 foram 10% de crescimento). As ações do Tim são estimadas atualmente na casa dos 136 milhões de dólares.

Se no lado monetário o impacto não é tão grande assim, como fica o ego? É nítido que a Apple se beneficiou do fiasco da geração Galaxy Note 7, da Samsung, que mesmo assim terminou o ano com um crescimento de faturamento no último trimestre.

Enquanto a sul-coreana tenta se reerguer trazendo o seu novo flagship em Abril, do outro lado parece que a Apple finalmente acordou e pretende lançar três iPhones no ano que vem, sendo um deles uma verdadeira reinvenção do aparelho, que completa 10 anos em 2017.

Fonte(s): CNNMoney

Comentários

Fundador e ex editor-chefe dos produtos TecMundo e Mega Curioso, trabalho com internet desde 2003. Sou extremamente apaixonado por tecnologia, produtos eletrônicos e video games, acompanhando e participando ativamente deste mercado. Integrante da equipe Techroad, acredito que um conteúdo excelente pode se transformar em conhecimento e enriquecer culturalmente toda a sociedade.